Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

Não percebi

Naquela agitação de ontem,
no celular que não parou.
Entre informações incessantes
lá estavas e não percebi.

Passaste por mim
e não me ardeu o coração.
Bateu na porta,
mas a distração foi tanta.

Tamanha que só pensei
em meus versos.
Me chamaste,
lá estavas e não percebi.

Que passes por mim de novo
e distinta será minha reação.

Centelhas

Centelhas

No cantar,
No calor,
No sorrir.

Teu olhar,
Teu amor,
Teu ouvir.

Minha dor,
Meu amar,
Meu seguir.

No cantar meu calor,
No olhar teu amor,
Teu sorrir ao ouvir.

O que era a dor,
Hoje é teu amor,
Que me faz,
Em paz seguir.

Silêncio Inconfesso...

Entre uma noite fria,
Silencio inconfesso,
Saiu da poesia:
A alegria do Verso.
De quem esperava apenas,
Simples boa noite,
Palavras sublimes e pequenas,
Sumiu a dor do açoite.
Admirado com esta voz;
O ouvido sossegou,
Estarrecido pelo amor,
Outro dia cochilou.

Marcelo

Devolve

“Traziam-lhe também as crianças, para que as tocasse; e os discípulos, vendo, os repreendiam. Jesus, porém, chamando-as para junto de si, ordenou: deixai vir a mim os pequeninos e não os embaraceis, porque dos tais o é Reino de Deus. Em verdade vos digo: Quem não receber o Reino de Deus como uma criança de maneira alguma entrará nele”. (Lucas 18. 15-17)
Introdução: Penso que não sou o único que detesta ser injustiçado, é estranho quando nos tira algo que entendemos que é nosso! Por mais, imerecedores que somos sempre nos chega um senso de pertencer, ou seja: isso me pertence! Devolve! Quem tirou isso de mim?
Transição: dentro desse texto que lemos em Lucas 18 existem 4 tipos de pessoas distintas:
1) Aqueles que levam as crianças até Jesus
2) Aqueles que repreenderam as crianças
3) A pessoa do próprio Jesus
4) As próprias Crianças
Algumas atitudes de Jesus que nos chama a atenção, Jesus é inclusivo, uma das grandes dificuldades de hoje é viver um evangelho de inclusão, pois, a religiosidad…

Pertencer

"A felicidade está em pertencer e não nos pertences" em uma coletânea que Ralph D. Winter organizou, reunindo alguns missiologos para falar sobre missões transculturais é citada essa frase. que inquieta meu dia ao ponto estar perguntando o que é pertencer? pertencer a um Deus, uma família, amigos... enfim, nosso materialismo ainda se importa com o pertencer mais que os pertences? no discurso talvez sim, na pratica é uma outra história.
Quero se me permitem notar algumas coisas muito claras quando olhamos para o texto bíblico de João 15, onde Jesus se declara em um contexto que até então acreditava ser Israel a Videira de Deus(o que vemos em Isaias), Jesus porém, se auto-proclama a videira Verdadeira. pensando nisso percebo algumas coisas de grande importancia no que diz respeito a estar na Videira, esse pertencer que muito me chama atenção:
* Quem pertence a essa videira, é Devocional: não apenas no sentido de ler a bíblia como principalmente se lido por ela, o permitir ser l…